Menu: As Mulheres

As Mulheres

O tema mais comum do meu trabalho com a pintura e o desenho são as séries que envolvem o desenvolvimento de abstrações a partir de imagens, em especial de figuras feminina. Existe um significado inatingível nos gestos e na expressão dos rostos e corpos femininos, uma sensibilidade e uma sensualidade que são captadas em sinuosidades, assimetrias, linhas e contornos, proporções, contrastes, que traduzem paz e contentamento, erotismo e inocência.

Não se trata aqui de enfatizar o corpo ou a figura, mas o que essas linhas transmitem. O desafio é desconstruir a imagem até o limite da abstração, e deixar que o espectador reconstrua a imagem e o clima a partir de seu próprio acervo de experiências e memórias afetivas – onde a “perfeição” seria deixar a dúvida sobre se a obra apenas sugere uma imagem, resulta de uma imagem, ou trata-se de simples “criação” do próprio espectador.

Me parece evidente que esse trabalho traz implícita uma idéia de reconstrução da sensibilidade, no espectador, acerca de sua própria sexualidade – e não por acaso algumas pinturas sugerem imagens que, aparentemente abstratas, poderiam ser rotuladas de claramente pornográficas, ou explicitamente eróticas. Porém, curiosamente, algumas pessoas não conseguem recompor, a partir de sua própria visão, a imagem original que deu origem à pintura – enquanto outras enxergam imagens que não guardam nenhuma relaçao com a imagem original da qual resulta o trabalho.

De qualquer forma, o resultado final – abstrato ou figurativo, sugestão ou desconstrução – deve ser de qualquer forma agradável, gerar empatia ou desenvolver de alguma forma uma reação profundamente intrigante.

Share This: