Exposições

Coletiva: “Salve, São Jorge!”, 7ª edição – 2015

 

2015-04-24 00.57.20

A Sergio Gonçalves Galeria realiza anualmente uma exposição coletiva,sempre por ocasião do dia 23 de abril, homenageando o santo guerreiro. É uma amostra do multiculturalismo brasileiro que se reflete nas percepções do santo mais sincretizado na cultura popular.

Em 2015 tive a honra de participar dessa homenagem, com um trabalho que até a mim surpreendeu: apesar de ter deixado fluir a criatividade sem me apegar a nenhuma espécie de mensagem em particular, acabei juntando pedaços de notícias, restos de figuras, tintas e recortes – e o resultado me faz refletir até hoje. Talvez eu comente com mais detalhes em outro post.

O prazer de participar dessa homenagem foi maior por estar ao lado de grandes amigos, que não apenas dividem espaço fisico de trabalho, mas também idéias, emoções, sentimentos, e criatividade: Jung Wladimyr e Marcela Lanna. Fica a foto para registro – dos amigos e de seus trabalhos:

2015-04-23 18.31.37

Share This:

Coletiva: “Quem Viver, Verão!”, 2ª edição – Verão dos 42

Após o sucesso do projeto Quem viver, Verão!, Sergio Gonçalves Galeria, realizou a 2ª edição em 2015, entre os dias 16 de janeiro e 27 de fevereiro. A versão 2015 recebeu o nome de Verão dos 42: foram convidados 21 artistas para participarem da exposição, cada um deles convidando um outro artista, de sua livre escolha.

A iniciativa foi bastante interessante: a idéia era ter uma co-curadoria, trazendo maior diversidade de estilos e técnicas – mas tendo como tema o Verão. o meu convite veio do mestre Jung,Wladimyr e, dentro a idéia de criar uma obra contemporânea, apresentei “Uma andorinha só…” – uma colagem usando materiais que proporcionam transparência às camadas agregadas.

A proposta foi usar notícias de jornais e revistas atuais, de forma a criar um “ambiente” sobre o qual se desenvolve o discurso. O propósito é convidar o espectador a refletir politicamentea partir de, e sobre a obra de arte. Outros trabalhos foram feitos utilizando a mesma proposta, mas esse foi especialmente preparado para a exposição, dentro da temática proposta.

Adendo (2016): Na 3ª Edição do projeto eu não pude participar, mas fiquei feliz em ver o Jornal “O Fluminense” estampar uma foto do meu trabalho de 2015 para fazer a divulgação da exposição (Para ver a matéria clique AQUI)

Share This:

Artigo Rio 2014: os “Bichos Fofinhos”

A Artigo Rio – Feira de Arte Contemporânea edição 2014 aconteceu entre 11 e 14 de setembro, desta vez no Armazém 2 do Cais do Porto, no centro do Rio de Janeiro, reunindo o acervo de 35 galerias nacionais e estrangeiras.

Participo desde a 1ª edição da feira, em 2012, em particular porque a idéia de democratizar a arte contemporânea, oferecendo preços acessíveis. Essa é uma tendência do mercado mundial, e um nicho que apenas começa a ser explorado no Brasil graças à iniciativa do seu produtor, Alexandre Murucci. Os preços das obras, assinadas tanto por jovens quanto veteranos, partem de R$ 500 e vão até R$ 5 mil.

Confesso que não estava muito inspirado para a ocasião. Alguns amigos estranharam quando eu resolvi apresentar apenas os “gatos” – uma série de desenhos e pinturas que resolvi chamar de “bichos fofinhos” – apenas porque estava atravessando uma fase mais lúdica. Mas, como sempre, a participação valeu a pena. Por mim, estarei lá em todos os anos, em todas a edições.

Share This:

“Drink & Drama II”: Absinto

Entre 17 e 23 de outubro de 2013, o Espaço Ernani Arte e Cultura realizou o “Drink & Drama II”, evento que reuniu “diversos artistas para uma exposição coletiva de pinturas sobre variadas situações em que bebidas e ações humanas se mesclam nos mais variados contextos” (mais informações: clique aqui)

Recebi o convite de Horácio Ernani para participar do evento e, seguindo o tema, enviei um auto-retrato pintado em 2002. A pertinência temática está apenas nas circunstâncias em que o trabalho foi criado: eu estava completamente embriagado (é, coloquei em negrito e itálico, pra deixar claro que a coisa foi séria) com absinto – uma experiência realmente fascinante.

Auto-retrato (sob efeito de absinto) - OST - 120x80cm - 2002

Auto-retrato (sob efeito de absinto) – OST – 120x80cm – 2002

 

Não por acaso, no convite do evento no facebook havia um texto de Baudelaire (entusiasta da fada verde, como quase todos os bons poetas e artistas da época) em que diz: “Você tem que estar sempre bêbado. Esta é a questão. É preciso intoxicar-se implacavelmente. Mas de quê? Vinho, poesia ou virtude, como quiser. Mas ser bêbado“. Foi mais ou menos por aí: a embriaguez nos permite que nos vejamos como somos ou como sonhamos ser?

A cor, os efeitos, a magia e a polêmica que envolvem o absinto inspiraram vários artistas, e serviram de tema para pinturas magníficas (há um texto interessante na “Revista Adega” – clique aqui), mas como seria criar sob efeito do absinto? Bom, a resposta ficou registrada no auto-retrato de 2002: não sei se é apenas álcool; talvez, como disse Baudelaire, tenha havido também embriaguez de poesia e virtude.

 

 

 

 

 

 

Share This:

Projeto “Justiça!” na ArtigoRio 2013: Fotos

A apresentação do Projeto “Justiça!” na Feira ArtigoRio 2013 foi muito bem sucedida: o propósito era convidar o público a interagir e interferir nos painéis, expressando a sua idéia sobre a Justiça – e a “explosão” do público impactou o trabalho da mesma forma que as manifestações públicas que sacudiram o Brasil em meados de 2013.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share This:

Leilão de Arte Erótica (2012)

"Sem titulo" - OST, 80x100 cm, 2010

“Sem titulo” – OST, 80×100 cm, 2010

"Sem titulo" - OST, 70x100 cm, 2010

“Sem titulo” – OST, 70×100 cm, 2010

Dia 30 de novembro de 2012 aconteceu o Leilão de Arte Erótica, promovido por Horácio Ernani, com diversos trabalhos tendo por tema principal a sensualidade e o erotismo.

O convite para para apresentar os trabalhos no leilão surgiu durante a Feira “Artigo Rio” – 2012. Embora os trabalhos expostos na feira não tenham sido necessariamente “explícitos” a ponto de se poder considerar “arte erótica”, as impressões e comentários do público mostraram que a densidade das obras apontava nessa direção. Os trabalhos apresentados ao leilão já são de uma fase onde o componente sexual é mais direto, evocando imagens verdadeiramente eróticas, apropriadas ao tema do evento.

A Exposição dos trabalhos aconteceu nos dias 29 e 30 de novembro de 2012 (Quinta e Sexta-feira), das 14:00 às 16:00 horas. O Leilão, Presencial e Online (Simultâneos), ocorreu no dia 30 de Novembro de 2012, Sexta-feira, as 15:00 horas. Local da Exposição e Leilão: Rua São Clemente 385 – Botafogo – Rio de Janeiro – Telefones: 21 2539-2637 . 21 2539-2638 . 21 8117-6090.

O resultado do leilão ficou aquém do esperado. Aparentemente o público-alvo não se sentiu confortável em fazer os lances publicamente, ou talvez o horário do leilão não tenha contribuído muito. Mas a iniciativa de Horácio Ernani foi digna de elogios, pelo ineditismo e pela ousadia, num mercado de arte que deixa muito a desejar nesse segmento de interesse.

 

 

Share This:

Artigo Rio (2012)

Artigo Rio 2012

Artigo Rio 2012

Visitação na Artigo Rio 2012

Visitação na Artigo Rio 2012

Entre 8 e 11 de novembro de 2012, tive a oportunidade de apresentar meus trabalhos na ARTIGO RIO – Feira de Arte Contemporânea, que aconteceu no Centro de Convenções SulAmérica, no Teleporto, centro do Rio de Janeiro. As obras ficaram expostas no stand da Galeria Vertical, e tiveram uma excelente receptividade.

A proposta da ARTIGO RIO era proporcionar uma oportunidade de aproximação entre a arte contemporânea e o grande público, oferecendo obras a preços acessíveis e abrindo espaço para novos artistas. O resultado foi bastante positivo: alguns convites para apresentação de trabalhos em galerias e leilões.

Pela frequência do publico, que garantiu casa cheia em todos os dias de exibição, a ARTIGO RIO prometeu ser mais um evento de peso no calendário das artes do Rio de Janeiro. Em 2013, como esperado, participei novamente – mas com outra proposta.

Share This:

TRANSCENDÊNCIAS: Coletiva (ago/2012)

28 ago 2012 – Abertura da exposição coletiva TRANSCENDÊNCIAS, onde apresentei 2 trabalhos meus, da série “Mulheres”, junto com obras de Aulio Sayão, Eduardo Arguelles, Fabricio Fontolan, Rita Catunda, Edgar Duvivier, dentre outros artistas. A coletiva, com Curadoria de Sheyla Ataide, aconteceeu no Shopping Cassino Atlântico – Wall St. Escritório de Arte, na Av. Atlântica 4240…